domingo, 27 de julho de 2014

Perdendo e aprendendo

Ninguém gosta de perder!!! Essa palavra nos deixa sempre com uma sensação ruim... Como derrota, fracasso, insucesso!

Dizem que é importante ensinar uma criança a perder, mas e como nós, adultos, lidamos com isso?? Aliás tem tantas coisas que queremos ensinar aos nossos filhos, mas que não sabemos lidar com isso também...

Infelizmente perder faz parte da vida... Em cada fase que vivemos lidamos com situações competitivas, desde um jogo de tabuleiro, um esporte, um concurso de redação, uma entrevista de emprego, a conquista da pessoa amada e outras inúmeras situações em que nos testamos e descobrimos nossas próprias habilidades.

Ganhar coisas novas, implica em abandonar e perder o apego a coisas velhas. Não há espaço para tudo em nossas vidas!

Perder também pode ser renovação, afinal, quando perdemos algo ou alguém, é natural fazer um retrocesso e reavaliar o que fazemos com nossas vidas!

Diz o ditado... "Aprendemos a dar valor as coisas quando as perdemos!" Não gosto dessa visão radical, e acredito inclusive que somos capazes de ter mais consciência do que temos, do que somos e do que queremos ter e com isso aprendemos a dar valor ao que temos. Infelizmente em algumas circunstancias não nos damos conta do que temos, e por isso esse ditado se torna verdadeiro.

De fato, aprendemos muito vivendo... mas viver também implica em perder... E quanto não somos capazes de aprender perdendo!!! Só aprende a ganhar quem em algum momento da vida também aprendeu a perder... Só se conhece o prazer da vitória se a colocarmos em contra ponto com as derrotas!

Errar e perder também é o que nos ajuda a nos afirmarmos como humanos, afinal, nos leva a descoberta de que somos falíveis! Claro que isso não significa que seja gostoso, mas que somos capazes de tentar mais e mais, de investirmos energia no que queremos conquistar, de brigar pelo que acreditamos mesmo que no início isso implique em tombos e consequentemente em perdas.

Em cada erro aprendemos coisas sobre nós e sobre as situações que vivemos. Aprendemos o que significa frustrações e como as encaramos, aprendemos o quanto somos capazes de redefinir nossas prioridades, aprendemos a avaliar nossos riscos e vontades, aprendemos a pedir ajuda e a saber aceita-la, aprendemos qual a tolerância e o limite que nosso corpo e emoções aguentam!!

Também aprendemos que chorar faz parte da vida, e que rir disso tudo em algum momento no futuro pode nos mostrar que perder nem doeu tanto assim... Afinal, perder ou ganhar só é possível pra quem de alguma forma tentou alguma coisa na vida!!


 

Um comentário:

  1. Adorei! Perder é indigesto, mas esse é mais um daqueles paradoxos da vida. Quem lida bem com a perda, aproveita melhor quando ganha. Pior do que ensinar os filhos a lidar com a perda é vê-los sofrendo por ela. Essa é das piores dores que eu conheço. Mas o fato é que eles aprendem vendo nosso comportamento. Graças a Deus já perdi bastante, e não quebrei em 3 pedaços ainda!!! Conto tudo isso a eles, a medida que a vida passa e a necessidade aparece. Quem sabe vão aproveitar melhor a vida.

    ResponderExcluir

Obrigada por me deixar seu recado!!