domingo, 12 de junho de 2011

Educar ou ser educado?

Adultos...

Pessoas crescidas, desenvolvidas, amadurecidas, vividas!

Pessoas que já viveram o suficiente para identificar o melhor e o pior para si, o certo e o errado em cada circunstância, o bom e o mal entre os momentos que vivemos, o que queremos e o que descartamos de nossas vidas!

Discernimento e elaboração... Boa capacidade de escolhas e de acertos dentro das opções que temos! Aptidão para “bancar-se” sozinho, sendo então considerada uma pessoa auto- suficiente, independente e pronta para oferecer mais do que receber!

Assim nos descrevemos enquanto adultos, ou ainda, esperamos que fosse exatamente essa a visão e os atributos que temos de nós e dos outros seres crescidos que nos rodeiam!

Mas será que todos esses quesitos estão sempre contidos na vida adulta? Nunca fazemos escolhas erradas, nunca agimos por impulso, jamais precisamos de conselhos ou de nos abrir para novos aprendizados??

Por outro lado, temos as crianças... Ah!! CRIANÇAS!!!

Criaturas doces e inocentes, que usam mais a percepção e a sensação do que a razão, que entendem satisfação como as pequenas coisas da vida!

Impulsivos, ansiosos e cheios de energia!! Capazes de dizer o que sentem e que percebem com a mais singela forma de expressão, sem restrições, sem medo!

Então crianças são seres em processo de aprendizado, enquanto adultos, são pessoas já desenvolvidas?
Que me perdoem os que concordam com isso, mas pra mim a resposta é NÃO!!

Conviver com uma criança é aprender a tornar tudo mais leve. É descobrir que assistir ao mesmo desenho várias e várias vezes pode sim ser interessante se aprendermos a olhar com outros olhos.

É aprender a achar graça no que é simples e a se divertir até com um tombo!! É aprender a se adaptar a tudo a o todo momento, sem tanto apego, sem tanta dor...

Crianças são leves, e conviver com eles é tornar a vida menos dura, sem tanta preocupação com o que os outros estão pensando de nós!! É se permitir dançar quando a musica é boa, de um jeito descontraído e leve, é aprender que chorar de soluçar pode descarregar toda a tristeza do coração e que logo depois disso estamos prontos para gargalhar de novo!!

Com eles aprendemos que se estamos chateados com alguém, essa tristeza pode ir embora rapidamente depois de um pedido de desculpas e um abraço... Sem ressentimentos, sem dores guardadas!

Podemos mesmo aprender com eles, que temos o que ensinar, mas que somos presenteados todos os dias com essa relação com tudo que podemos aprender!! E o melhor de tudo, podemos aprender a sermos melhores, a amarmos mais, a dividirmos sem peso, e a rir de todo o aprendizado que acumulamos!!

Enfim, é nitidamente uma troca... Mas em minha visão, o educador acaba sendo emocionalmente educado!!!