sábado, 19 de junho de 2010

O choro tem seus significados...

Aprendemos desde pequenos que o choro carrega consigo alguma frustração, alguma dor, algum incomodo... Não é raro nos pegarmos pensando o que acontece com alguém que se debulha em lágrimas, e por isso sempre mantemos algumas associações com tal comportamento.

Quando vemos um bebê chorar, logo pensamos que o mesmo se encontra com dor, com fome, com sensações de solidão... Ou seja, o choro significa perturbação! Como o pequeno ser não se expressa por palavras, o choro é um forte aliado, e todos sempre o entendem como: Mexam-se, estou mal!

Crescendo um pouco, percebemos que o choro continua carregando consigo sensações perturbadoras, no entanto, a intensidade é que varia e que começa a ser entendida como dor.
Assim, choramos por medo, choramos por dor, choramos porque somos frustrados por nossos pais, choramos porque os amigos não sabem o quanto gostamos deles... Choramos! Às vezes até mesmo sem saber por que, mas choramos!

Ainda crescendo, entramos na adolescência... AH que fase difícil!! E difícil não para os pais como ouvimos dizer por ai, mas difícil para quem vive esse momento. Não somos considerados adultos e por isso não há autonomia para tal, mas também não somos considerados crianças e por isso respondemos por nossas atitudes. Mudanças físicas bruscas, muitas decisões para se tomar, a ânsia de crescer mesclada com o medo de crescer... Enfim, gangorra de emoções e de novo, choro e muito choro! Mas já nessa fase, começamos a descobrir que também choramos por amor, por gostar demais, por descobrir o beijo e as primeiras relações afetuosas fora das que são padrões na infância. E como essas experiências podem ser difíceis!

Com tudo isso, começa a se caracterizar os amplos significados que podemos oferecer as lágrimas, não mais focadas em perturbação e dor. E com isso aprendemos que podemos chorar para expressar emoção, para expressar afeto, para demonstrar falta de palavras, para impor respeito... O choro vem então repleto de enigmas, e quanto mais amadurecemos, mais somos capazes de oferecer novidades as lagrimas!

O quanto não é bom ver alguém chorando de euforia ou porque alcançou algo muito desejado ou batalhado? E o quanto não é animador ver alguém chorando de tanto rir, como auge da expressão de divertimento?

Conheço pessoas que se expressam pelas lágrimas muito mais que com as palavras. E mesmo choro sendo sempre choro, pelo olhar que as lagrimas acompanham, é possível notar se o choro carrega consigo emoção, comoção, amor, alegria, ou ainda ódio, raiva, tristeza e dor.

Mas também conheço pessoas que entendem as lágrimas como demonstração de fraqueza, de fracasso e de falta de estrutura. Fogem delas com tal afinco que quando aparecem carregam associações terríveis e mais dolorosas do que seria necessário.

Não é novidade que durante uma consulta terapêutica as pessoas vêm facilmente as lagrimas. Aqui novamente é possível notar diversas formas de se lidar com isso. Constrangimento, vergonha, raiva ou ainda alivio, satisfação, permissão.

Entendo que as lágrimas nunca estão sozinhas. Assim, sempre que elas aparecem outras questões já se fazem presentes. Como terapeuta, aprendi a respeitar o choro do outro como um sinal, e não como dor. E claro que com todos esses significados, me sinto muito bem quando alguém se permite dividir comigo suas lágrimas, carreguem elas o que a dor ou qualquer forma de amor, mas é uma forma de me mostrar que eu entrei em suas vidas, e que tenho permissão para trabalhar.

Nesse trabalho, também aprendi a respeitar minhas próprias lágrimas. Tanto as que saem por questões apenas minhas, quanto as que são causadas em silêncio pelo sofrimento de quem as divide comigo ou pela alegria de quem compartilha. Seja como for, também aprendemos enquanto terapeutas a chorar em silencio, sem que as lágrimas caiam, o que não deixa de ser mais um dos inúmeros significados que o choro pode carregar consigo.

Enfim, independe por que lado a experiência das lágrimas nos tomem, aprender a lidar com elas não é um processo leve nem tão pouco simplista. Quisera eu conseguir ao menos me aproximar e entender o que cada lágrima que rola é capaz de expressar, ou ainda o que cada repressão é capaz de carregar consigo.

Seja como for, é uma forma de expressão, tanto a permissão quanto a repressão, e uma forma de expressão que conversa com quem está atento a isso. Basta estarmos dispostos a olhar, e entender que tanto a facilidade quanto a dificuldade de expressá-lo são significativos e continuam falando do nosso lado mais íntimo.


8 comentários:

  1. lindo, me faz refletir... estou sem palavras...e creio que as lágrimas em minha face falam mais alto do que palavras poderiam expressar! beijo grande

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso !

    O que mais eu poderia comentar ? Nada ! rs

    ResponderExcluir
  3. Por todas as lágrimas que ja derramei prefiro passar esta. Voce me surpreende a cada dia, o texto esta como sempre maravilhoso, acho que hoje mais. Acredito até que o nó na minha garganta seja lágrima ou orgulho de voce. As lágrimas que escorrem pelo rosto causam um estrago enorme e ja falei :- CREME PARA RUGAS CUSTA CARO. Um enorme beijo no seu coração da Mami.

    ResponderExcluir
  4. O que falar das lágrimas... Companheira fiel que sempre se faz presente quando não podemos mais expressar por gestos e palavras aquilo que vai na alma...quantas vezes rolam sem querer ou brotam de uma fonte interminável que, mesmo com toda nossa força, não conseguimos fazê-las cessar. Sabe, às vezes, ela é a única que pode nos fazer companhia, a única que compartilha os momentos mais íntimos e particulares (aqueles que ainda não conseguimos dividir e às vezes nem entender), nos consola, nos conforta, nos dá uma sensação de alívio e dá força para recomeçar, porque é como se nossas lágrimas tivesse o poder de lavar e limpar a nossa mente, nosso coração, nossa alma...

    Obrigada por enxugar minhas lágrimas, mesmo quando vc nem sabe que as secou...

    Te amo

    Cris

    ResponderExcluir
  5. Lagrimas me fizeram crescer, principalmente as que rolaram ao seu lado e que ao contrário de outros quando teram secá-las, vou as deixou cair, deixando sair junto delas o que a muito estava escondido.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Pelo visto, chorar causa polêmicas!! rs Que bom!!

    Elisa, se suas lágrimas expressam por você, então já está registrado... Que assim seja e que você permita que essas lágrimas venham!

    Alexandre, se não tem mais nada a comentar, eu também não tenho!! rs

    Mami, todas as lágrimas que derramou são extremamente significativas! E fazem de você ser a mulher fantástica que sei que é! Me orgulho de você! Se chora de orgulho, é porque tem um significado saudável e prazeroso, que bom... sendo assim, que venham essas lágrimas e nós fazemos vaquinha pra comprar os cremes para rugas! rs

    Cris, se enxugo suas lágrimas, é porque você me permite fazer parte disso... Sendo assim quem tem que agradecer sou eu!! Também te amo mocinha...

    Rose, deixar as lágrimas caírem na minha visão é saudavel, e nos ajuda a colocar diante de nós mesmas o sentido que as vivencias nos trazem! Tem sempre um cantinho a meu lado pra você, não se esqueça disso!!

    Obrigada a todos e que possamos continuar refletindo juntos! Beijos

    ResponderExcluir
  7. Meu Deus, fechou o meu dia com chave de ouro. Alias de choro eu conheço um poquinho. RSRS

    Bjão e otima semana.

    ResponderExcluir

Obrigada por me deixar seu recado!!