quinta-feira, 17 de junho de 2010

Estar com


A grande magia da vida está ligada aos relacionamentos que somos capazes de estabelecer. Segundo Nietzsche, não somos seres sociáveis e por conta de viver assim nos forçamos a situações com as quais não estamos preparados para lidar. Concordo com ele, ao mesmo tempo em que discordo... Confuso, eu sei... Mas vou tentar me apegar ao ponto do discordo para em outro momento concordar!

Trabalhando com “gente”, é possível ver que cada vez mais são as relações e as maneira que lidamos com elas que nos levam ao desenvolvimento dos conflitos e, conseqüentemente a busca por soluções e auxílios, como a terapia, por exemplo.

Ora, mas se estou dizendo que as relações são causadoras de conflitos, então aqui está à prova de que de fato não somos feitos para viver com o outro! Discordo novamente... Pois, com a mesma intensidade em que os conflitos surgem, vemos que é com o cuidar das relações e o estar bem com o outro que faz com que as pessoas se realizem.

Vejo de fato o estar junto como uma das grandes magias da vida. E o quanto é difícil estar junto, apenas estar com... Sem cobranças, sem comportamentos pré-estabelecidos, sem julgamento, sem expectativas... Apenas estar com!

É justamente esse o ponto mais importante dos processos terapêuticos, se colocar junto. Não existe mágica, não existe receita pronta, não existe resposta certa pra todas as questões. Mas existe o estar junto e permanecer junto, em toda e qualquer circunstância. Afinal, não podemos sentir de fato a dor do outro, não podemos sequer diminuí-la com as próprias mãos, mas podemos estar junto para agüentar todos os momentos.

Nos contatos cotidianos que estabelecemos, o quanto somos capazes de estar junto, sem cobrar, sem julgar, sem esperar, sem criar fantasias? Estar com, implica em aceitar entrar no mundo do outro, e não tentar trazê-lo para o que acreditamos ser o melhor mundo (o nosso). Implica em entender que não existe certo e errado, existe aquilo que damos conta e que nos faz bem e aquilo que nos custa caro e nos traz sentimos ruins.

Se permitir estar junto pode ser um esforço muito intenso, mas os resultados que proporciona é tremendamente mais intenso.

Estamos acostumados a esperar demasiadamente do outro e a julgar todas as atitudes, mesmo que de forma imperceptível. O estar junto vem em contraposição a isso, pois para se estar verdadeiramente com o outro, é preciso se desarmar e se desfazer de todos os conceitos prontos.

Estamos acostumados com a idéia de que quem ama busca o melhor para o outro, e até nisso nos permitimos viver pelo outro e não com o outro. É como se o amor que sentimos nos desse o direito de decidir como as pessoas devem viver e experimentar a vida. Tremendo erro! Escolher e determinar os caminhos alheios não elimina os possíveis sofrimentos, apenas gera frustrações, pois sofrer por caminhos impostos pode ser mais doloroso que sofrer por caminhos escolhidos. Assim como estar feliz por caminhos escolhidos, é infinitamente mais gostoso que alegrar-se por caminhos impostos.

Estar junto, e apenas estar junto, pode intensificar os relacionamentos! Depende do quanto estamos dispostos a enfrentar esse desafio!

4 comentários:

  1. Acredito que estar com é a parte mais díficil de aprender durante a vida. Tentamos, tentamos, confundimos com amor, com respeito e na verdade não aprendemos o que significa estar com. Sabemos o que é,quando a muito custo colocamos isso em prática, implica em nos anularmos, em grande sofrimento e solidão. Como deixar o ser amado (filho, marido amigo...)errar e apenas estar ao lado sem interferir. como ? Quando atingimos esse ponto de maturidade com os sentimentos ja não somos mais parte , e sim estamos a parte da vida dessas mesmas pessoas que amamos. Quisera ter podido aprender antes, muito antes a respeitar o livre arbitrio das pessoas e deixar que elas percebessem a minha presença o meu estar com. Buscamos sempre o melhor para quem amamos porque não existe amor sem responsabilidade, errado ? talvez. Acho que vou parar por aqui simplesmente me defendendo. "Que pena que não nascemos com manual de instrução ", e lidar com os sentimentos arrrr que díficil. Amei o texto e acredito que ele vai me render algumas horas de insônia, tudo bem, certamente terei crescido um pouco mais quando o dia clarear. Beijos mami.

    ResponderExcluir
  2. "Estar com " infelizmente é na maioria das vezes sobreposto pelo "Estar por".

    Nisso normalmente está a origem das decepções, conflitos desnecessários e futuros arrependimentos.

    Você aborda uma questão muito importante quando cita "Estamos acostumados a esperar demasiadamente do outro e a julgar todas as atitudes...".

    Com base nesse argumento, justificamos nossas decepções.

    Seria excelente tornar as coisas mais leves ao compreender que faltou sintonia, paciência, compreensão, ao lidar com o "Estar com".

    Obrigado por nos fazer pensar sobre isso !

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. CLEANE E. VOELZKEjunho 18, 2010

    PATRICIA, "ESTAR COM".... SEM ESPERAR, SEM COBRANÇAS, SEM JULGAMENTO,SEM CRIAR ESPECTATIVAS ETC. QUE DELÍCIA!ACHO QUE REALMENTE O SER HUMANO TEM SEMPRE O QUE APRENDER,E ESTA ESCOLA DA VIDA É SÁBIA DEMAIS.
    EM RELACIONAMENTOS SERIA MARAVILHOSO, SEJA AMOROSOS OU NÃO, SEMPRE ESPERAMOS CONDUTAS DO NOSSO PROXIMO, E O RESULTADO NA GRANDE MAIORIA DAS VEZES NÃO É O QUE GOSTARÍAMOS. ENTÃO, ESTE EXECÍCIO DE "ESTAR COM" NOS MELHORA A CADA MOMENTO, A CADA DIA E COM ESTA ATITUDE ESTAREMOS PERMITINDO QUE AS PESSOAS QUE CONVIVEM CONOSCO POSSAM TER SEU LIVRE ARBÍTRIO, ESTAREMOS RESPEITANDO SUAS ESCOLHAS! COM CERTEZA OS RELACIONAMENTOS SERÃO MAIS LEVES E MAIS PRAZEROSOS.POREM, NEM SEMPRE AS PESSOAS QUE ESTÃO A NOSSA VOLTA COMPARTILHAM COM A MEMSMA IDEIA, MAS AINDA ASSIM PRECISAMOS RESPEITA-LAS E ENTENDE-LAS
    BJOS CLEANE

    ResponderExcluir
  4. Mami, quisera todas as pessoas tivessem a disponibilidade que você está tendo para refletir e se permitir aprender! Obrigada por seu comentario e pela abertura para que tudo isso entre em sua vida... Me sinto um ser abençoado por poder trocar com você e especial por sentir que sempre ESTÁ COMIGO, com todos os significados que aqui estão expressos.

    Alexandre, se conseguirmos olhar para nossas decepções como sendo apenas nossas e não das relações, sem duvida será um passo a mais para "estar com" o outro de forma afetuosa, mas preservando o respeito.

    Cleane, a grande magia disso tudo, é aprender que da mesma forma que nem sempre o outro pensa como nós, nós também não estamos sempre dispostos a olhar para a forma de sentir do outro. Concordo planemante com você que pode ser uma delicia "estar com" sem julgamento, sem expectativas, sem cobranças... Que bom que continuamos tendo muito a aprender... e que bom que a troca é o melhor caminho pra que isso aconteça!!

    Um beijo grande aos três e obrigada pelos comentarios!

    ResponderExcluir

Obrigada por me deixar seu recado!!