domingo, 16 de maio de 2010

Conquistas...

O que podemos considerar conquistas?

Comprar a casa dos sonhos, arrumar um namorado(a), trocar de emprego, aumento salarial, comprar o primeiro carro, aquela tão sonhada viagem, casar-se, separar-se, sair da casa dos pais, cursar faculdade, decidir especializar-se profissionalmente, a maternidade ou a paternidade...
Enfim... Conquistas podem ter diversos significados e dependendo do momento que vivenciamos, somos capazes de valorizar essas circunstâncias de forma mais leve ou com muita intensidade.

Entendo que dar valor ao que conquistamos faz parte de completar um ciclo. Afinal, o que seria de nossas realizações sem a comemoração?

Conquistar implica primeiramente em construir metas, determinar-se a correr atrás delas, lutar, às vezes fracassar, mudar o rumo, descobrir novos caminhos para se chegar à realização, sofrer de ansiedade, em alguns momentos chorar, rir muito e por fim, satisfazer-se com a conquista do objetivo alcançado.

Temos o triste hábito de associar conquistas primeiramente com alcançar objetivos materiais, aquelas coisas que podemos trazer com o dinheiro e que sem duvida são importantes.

No entanto, entendo que conquistas especiais são aquelas que envolvem nosso estado emocional! É aquele sentimento gostoso que nos acomete após lutarmos pelo que desejamos. Contra isso não há nada comparável.

Não pretendo aqui minimizar a importância de conquistarmos o carro próprio ou de comprar aquela linda casa, ou mesmo de poder viajar pra lugares lindos. Mas acredito que a sensação deliciosa de se ver capaz de realizar seus próprios sonhos é a melhor conquista que podemos ter. É justamente esse sentimento que traz gosto para as experiências e que nos ajuda a valorizar o que temos.

Nada mais emocionante e tocante do que poder observar e participar do momento de felicidade de outras pessoas quando se dispõe a dividir suas conquistas. E o que dividem não são os bens materiais, mas sim a felicidade vivida.

Mas ainda me resta uma pergunta. Em que momento a conquista deve ter seu fim? Sem dúvida com a COMEMORAÇÃO!

São as comemorações que nos fazem entender que o ciclo terminou e é o momento de partir para os próximos sonhos! As festas de casamento nos mostram bem essa realidade. Naquele momento não são as matérias que os noivos dividem com os convidados, nem mesmo os presentes que recebem ou a casa em que vão habitar. Mas sim a felicidade que estão sentindo e o quanto poder dividir e comemorar concretiza com mais intensidade essa nova conquista.

Acredito que a comemoração marca o momento final da conquista, mas também marca um novo começo. Como a preparação para olhar para novos horizontes e se restabelecer de energia e “paixão” para as novas metas, novos objetivos e com isso novos caminhos a se trilhar!

Assim, que venham as realizações materiais, que venham os lucros pra que possamos ter sentimentos de satisfação, prazer por ter forças para correr atrás do que se sonha e comemorações para se dividir com as pessoas especiais nossos sentimentos mais especiais!



2 comentários:

  1. Hummmm sinto que esse texto é em especial àlguem.

    Acertei ?!?!?

    Eu sou doidinha para comemorações, talvez nem tanto como você quando faz aniversário, mas sabe que as vezes eu reuno pessoas e desse momento faço um momento especial, para comemorar, a visa, a amizade, comemorar e agradecer até as coisas erradas, afinal errar faz parte da vida e isso prova que ainda estamos encarnados... *rs

    Vem tomar um café comigo e vamos comemorar alguma coisa? tipo.... as fotos lindas dos seus flhos no casório da tia?

    Feliz, simples assim !
    4br4ço
    Kitty

    ResponderExcluir
  2. Pois bem, o texto é pra nós mesmo e ponto final! A grande comemoração ainda habita o coração deste casal tão apaixonado... hoje, sete dias após o grande dia, ainda acordamos no meio da noite para falar sobre o quão cheia de emoções foi essa comemoração tão especial em nossas vidas... o quão importante foi poder dividir com aqueles que amamos toda a nossa realização e, ainda ontem, fizemos uma prece de gratidão e pedimos que todos os casais presentes naquele dia possam de alguma forma ter sido tocados por todo o amor que sentimos.
    Você sabe que foi peça fundamental dentro do nosso conto de fadas e nunca esqueceremos, amamos você!!!
    Mais uma vez, obrigada.
    Beijos da sua irmã Juju e do seu "irmão" Romeu.

    ResponderExcluir

Obrigada por me deixar seu recado!!